O Papel do Mestre: Sobre os temas de narrativas

Quem mestra mesas de RPG tem acesso fácil (graças a internet) a muitos conteúdos e temas para suas mesas, mas chega o momento em que tudo se torna “mais do mesmo”.

Daí entra uma questão incomoda:

“Não quero narrar mais uma vez uma sessão de RPG medieval”, ou “Chega de criaturas das trevas!”, “Não quero mais uma aventura genérica”. Quem não está habituado a desenvolver mesas pode estranhar esses questionamentos, porém é um problema que mais cedo ou mais tarde afetará cada um que se propõe a mestrar. 

Nesse momento começamos a procurar cada vez mais temas, sempre pensando em o que agradaria os jogadores, e o quanto o jogo poderia render em campanha e outras coisas mais, e então ficamos presos ao conforto do cenário genérico sempre com as mesmas aventuras. Quem nunca teve o início de aventura em uma taverna? Ou foi convocado por um agente do rei a uma missão? E é esse paradigma que trago a reflexão nesse momento. Porque não ousar?

Porque não propor algo que fuja a zona de conforto sua e de seus jogadores?

Inicialmente pode parecer estranho, os jogadores podem reagir negativamente, o que vai exigir uma abordagem prévia explicando o tema a ser utilizado, mostrando quais conceitos serão tratados e que tipo de crônica será executada, afinal, se os jogadores gostam e estão acostumados a aventuras com muitos combates e de repente foram atirados a um cenário denso onde o conceito interpretativo conta mais do que sacar uma espada, haverá um estranhamento.

Propor temas sempre será saudável a sua mesa e a seus jogadores. Assistiu um filme/anime/série  e gostou do tema? Porque não utilizá-lo em mesa?

Leu um livro muito bom? Porque não utilizá-lo?

Leve sugestão de temas à suas mesas, discuta com seus jogadores sobre como um crônica em cima daquela sugestão poderia ser divertido, pois algo que sempre senti falta em minhas mesas foi poder tratar disso, nos como jogadores e narradores devemos dar uma chance de discussão, recomendo (se possível) reuniões para propostas de definições de temas antes de iniciar qualquer campanha, para que todos sintam-se colaboradores não só no desenvolvimento da aventura como na sua concepção em si. As redes sociais propiciam uma facilidade imensa para esse tipo de debate, então vamos utilizar a tecnologia a nosso favor.

No mais boa mesa e desejo a todos muitos XP´s.

Até a próxima!


Por: Jonatha Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *